© 2017 Editora Villardo Ltda. Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução da logomarca e de outras imagens sem autorização prévia da editora.

CNPJ: 25.097.422.0001/58

Desenvolvido por Eduarda Rodrigues

O coração da gente precisa de um abraço quando não sabemos ao certo o que vem depois de um machucado. E quando não temos a noção exata do tempo necessário para uma ferida cicatrizar, o que nos resta é continuar seguindo e não esperar esse abraço vindo do coração dos outros. Nós somos capazes de encarar esse momento e ficar frente a frente com os próprios sentimentos. De entender que nem sempre o que era pra ser, será do jeito que a gente imaginou.

 

Todo mundo já amou alguém o suficiente para aprender alguma lição. É isso que faz o amor valer a pena, mesmo no meio da dor, da tempestade... Da pergunta que, talvez, jamais será respondida. Mesmo sabendo que, nem sempre, ficaremos ao lado do amor da nossa vida, ainda assim, devemos cultivar o melhor do amor. Aquele sentimento que tem o delicioso sabor da esperança: O amor que mora dentro da gente. Que faz a gente olhar sempre o lado bom das coisas ruins que acontecem. E que, com o tempo, percebemos que nem foi tão ruim assim. É por isso que, quando você não souber direito para onde esses sentimentos irão te levar e não entender muito o que está acontecendo ao seu redor, quando o chão desmoronar sob os seus pés e quando você achar que o dia perdeu o brilho, não esqueça: O que tiver de ser, amar.

eBook - O que tiver de ser, amar

R$26.00Preço